Baqueteamento Digital

Baqueteamento Digital

baqueteamento digital (ou hipocratismo digital) é um aumento não doloroso do tecido conectivo das falanges distais que frequentemente afeta mais os quirodáctiolos do que os pododáctilos. Usualmente possui apresentação simétrica.

Foi primeiramente descrito por Hipócrates em pacientes com empiema, comentando que as unhas se tornam encurvadas e os dedos quentes, especialmente em sua parte mais distal.

Embora possa ser um achado hereditário, geralmente sugere grave doença subjacente de uma variedade de etiologias. Continuar lendo “Baqueteamento Digital”

Alteração do Nível de Consciência

Alteração do Nível de Consciência

Introdução e Definições

Pode-se denominar consciência como o estado de plena noção de si mesmo e do meio. Pode parecer uma simples definição, mas por trás dela estão envolvidas diversas vias e estruturas do sistema nervoso central (SNC) que formam conexões funcionais para promover este estado.

As alterações do estado mental perfazem um motivo comum de busca de atendimento pela emergência, hospitalizações, e atendimento neurológico. Alteração do estado mental é visto em até 5-10% dos pacientes nas emergências, com taxas mais frequentem em idosos, e mais da metade dos pacientes que apresentam tais alterações são internados. As taxas de mortalidades são altas, alguns estudos demonstrando valores próximos à 10%. Continuar lendo “Alteração do Nível de Consciência”

Transtorno da Ansiedade Generalizada e Transtorno Obsessivo Compulsivo

Transtorno da Ansiedade Generalizada e Transtorno Obsessivo Compulsivo

Transtornos de Ansiedade e da Obsessão

Desordens da ansiedade são marcados por sintomas mentais e físicos persistentes, que não são secundários a demais condições e que provocam impacto negativo na vida de um indivíduo. Formam o transtorno psiquiátrico mais comum, com a prevalência de 1 ano em torno de 14%. Desordens da ansiedade podem ser uma condição psiquiátrica primária, ou secundária à resposta de estresse associada à alguma doença física ou seu tratamento. Devido a sua frequência, e do fato de muitos pacientes apresentarem mais frequentemente com sintomas físicos do que psicológicos, não é surpreendente que os transtornos da ansiedade se tornem uma desordem comumente vista tanto na atenção primária quanto na medicina hospitalar.

Transtornos da ansiedade são subdivididos em transtorno de ansiedade generalizada, fobia e pânico, cada um com seu próprio conjunto de sintomas e desabilidades característicos, e cada um necessitando de um tipo de tratamento próprio. Estados misturados de ansiedade e depressão são comuns, esses “transtornos do humor menores” são descritos dentre as desordens depressivas, das quais estão mais intimamente relacionados, e devem ser tratados por meios de protocolos para os transtornos do humor. Continuar lendo “Transtorno da Ansiedade Generalizada e Transtorno Obsessivo Compulsivo”

Choque na criança

Choque na criança

Introdução

Choque é um resultado do desbalanço entre a oferta e a demanda de oxigênio para os tecidos, normalmente decorrente de um estado de baixa perfusão. Apesar dos efeitos da perfusão inadequada serem inicialmente reversíveis, eventualmente a privação de oxigênio leva à hipoxia e desarranjo do metabolismo normal celular. Inicialmente a célula realiza metabolismo anaeróbio, com acúmulo de ácido lático, entretanto, na medida que o suprimento de oxigênio se mantém insuficiente, bombas iônicas na membrana celular se tornam insuficientes, ocorrendo edema celular, dano celular irreversível, eventualmente extravasamento do conteúdo intracelular para o extracelular. Com o crescente processo de morte celular ocorrendo nos tecidos, disfunção de múltiplos órgão pode se instaurar, levando à morte. Continuar lendo “Choque na criança”

Doença do Refluxo Gastroesofágico

Doença do Refluxo Gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é um acometimento fisiológico, que ocorre frequentemente em lactentes, crianças e adultos; entretanto, quando provoca sintomas ou complicações, pode ser considerada como doença do refluxo.

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é definida como sintomas ou complicações resultantes do refluxo de conteúdo gástrico para o esôfago ou além, em direção à cavidade oral (inclui laringe) ou pulmões. Ela pode ser classificada quanto a presença de sintomas, mas sem erosões ao exame endoscópico – doença não erosiva (NERD – non-erosive disease); ou quando sinais erosivos estão presentes (ERD – erosive disease), com complicações que incluem erosões ou úlceras no esôfago, esôfago de Barrett e adenocarcionoma de esôfago.

Ela é muito frequente, com prevalência de 12-25% da população, com acometimento crescente, principalmente relacionado ao crescimento de obesidade nas populações (obesidade constitui um dos principais fatores de risco da doença). A doença ocorre principalmente em homens (proporção 8:1 mulheres), caucasianos, aumentando prevalência após 50 anos, com definitiva correlação com obesidade. Continuar lendo “Doença do Refluxo Gastroesofágico”

Hepatite A

Hepatite A

O vírus da hepatite A (HAV) é um vírus pertencente à família Picornaviridae, vírus de RNA de fita positiva, não-envelopado, 4 genótipos (humanos) do vírus já foram identificados, entretanto não apresentam grande importância biológica, sendo que todos correspondem ao mesmo sorotipo. O vírus pode persistir no meio ambiente durante várias semanas, sendo que sua inativação se faz por meio do aquecimento (por mais de 85ºC por mais de um minuto), ou pelo uso de produtos alvejantes (cloro).

Após contágio (em geral por via oral), o vírus pode ser encontrado no fígado, local ideal para sua replicação, sendo assim excretado na bile e eliminado nas fezes. O pico de infectividade da doença ocorre cerca de 2 semanas antes do início do período ictérico (ou elevação das enzimas hepáticas), devido à grande concentração do vírus nas fezes. A maioria dos indivíduos torna-se não infectante a partir da primeira semana de doença, entretanto, em formas prolongadas da doença, pode permanecer durante meses. Continuar lendo “Hepatite A”